quinta-feira, dezembro 29, 2011

Pratos limpos



Porque não tenho escrito as minhas emoções? Passa o dia, passa a hora e a verdade é que não tenho tido muita vontade de vir cá!
Porquê? Não sei!
Simplesmente não sei!
Mas sinto falta de poder escrever o que me vem á cabeça, sem ponderar as palavras ou os sentimentos que vêem à flor da pele, todos os dias, mas que por ser socialmente incorrecto, não fazemos, não dizemos, não sentimos e não pensamos!
Será? Claro que não, sentir podemos sempre sentir, mas ás vezes temos que reprimir esses sentimentos, essas emoções. E pensar, o pensamento será sempre só nosso desde que tenhamos cuidado, muito cuidado com a expressão facial e corporal, caso contrário acabamos por revelar os nossos pensamentos como que, por um reflexo condicionado.
Balançinha que sou, tinha naturalmente de vir aqui colocar tudo em"pratos limpos", que é como quem diz, ponderar o que de pior e o que de melhor ocorreu neste último ano.
Dei muito de mim, ao longo de todos estes anos, por isso este ano foi um ano de reclusão, onde esperei, esperei, esperei e irracionalmente continuo à espera que, quem me rodeia se tornem em pessoas melhores, que me amassem, acarinhassem, respeitassem, valorizassem um pouco mais.
Algumas delas um pouco que fosse!
Porquê que eu me dou sempre aos meus amigos, conhecidos, familiares de uma forma desmedida, e ano após ano, chego ao fim do ano e penso... "Porquê?, Porquê?, mas Porquê?" que eu só atraio pessoas que só me ligam quando precisam de mim, para alguma coisa que seja??
Também eu sou uma pessoa como tantas outras, tenho os meus problemas, também eu preciso de uma palavra de encorajamento, de força, de amizade, de tudo o que é de bom...
Quando chegará a minha vez? Será agora em 2012? Sei lá!
Mas os anos vão-se acumulando, nas nossas células para que possamos reagir de maneira diferente àquilo que antes nos magoava mais! Agora já não... já nem quero saber, torno-me uma pessoa menos calorosa para quem não me dá valor. E àqueles que nada esperam são os que tê em a minha maior atenção, porque também estou como eles.
Do mundo pouco posso esperar, mas o mundo tem sempre que esperar de mim.
Por isso e por muito mais, quando o nosso dia a dia nos parecer difícil, menos feliz, menos sortudo, menos tudo, temos que acreditar que na soma de todas essas subtracções, ainda temos um resultado positivo ao fim do dia, que nos fará esquecer todo o resto menos bom, que é o fato de termos paz com nós mesmos e com os outros.
Desejos de muita paz para todos os que me têm acompanhado ano após ano.

2 Comments:

Blogger Eduardo said...

Olá, gostei do seu blog! Espero que escrevas mais em 2012! Visite o meu quando quiser! Um abraço,

Eduardo

www.maneirasimples.wordpress.com

17 janeiro, 2012 19:31  
Blogger Pathy said...

Olá gostei muito do seu blog ... pq ñ tem escrito mais? Eu também parei de escrever por um tempo e pretendo voltar ... visita meu blog
pensamentosflutuantes.blogspot.com

Um gd abraço

22 julho, 2012 22:07  

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home