terça-feira, abril 15, 2008

Porto porque brilhas tanto?

Sabes Porto,
tenho tantas saudades tuas que até dói...
as lágrimas não param de correr quando penso em ti,
lembro-me de ti e esboço um sorriso tímido, como que não quisesse que mais ninguém se apercebesse da minha felicidade, ao pensar em ti e não a quisesse partilhar com mais ninguém, uma felicidade já vivida e sentida, egoísta só minha e por quem a partilhou comigo... bem na realidade não é só minha, mas quem a recorda agora sou só eu, por isso é que te considero unicamente minha, se mais alguém te recorda não sei!!
Foram tantas as pessoas que me fizeram felizes, na minha cidade feliz, cheia de luz, quer de dia ou de noite...
Onde consegui encontrar pessoas tão cheias de luz que me deixam uma saudade de um Porto coberto por uma aura iluminada,
de uma ternura sentida na pele,
do carinho visto através do olhar,
do amor vivido entre amigos e outros mais...
das conversas sobre tudo e sobre nada, que se tem com os amigos,
daquilo que nem se diz e eles percebem logo o que se quer dizer, porque nos conhecem tão bem!
Porto... Porto... porque me pareces tu tão brilhante?

0 Comments:

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home